.

Voando com o Esquadrão Flecha

.

No dias 25 e 26 de julho de 2004, o SPOTTER visitou a Base Aérea de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, para conhecer de perto as atividades do 3º Esquadrão do 3º Grupo de Aviação, o Esquadrão Flecha. Operando inicialmente com os Embraer T-27 e A-27 Tucano, a Unidade sempre atuou no patrulhamento aéreo da fronteira oeste do Brasil. Com a regulamentação da Lei do Tiro de Destruição (conhecida popularmente como Lei do Abate) no dia 19 de julho de 2004, o 3º/3º GAv tornou-se conhecido nacionalmente, por operar em uma área com grande quantidade de voos ilícitos, principalmente na região de fronteira com a Bolívia e o Paraguai. O SPOTTER foi o primeiro veículo de imprensa a voar nas aeronaves de interceptação da Força Aérea Brasileira depois da regulamentação da Lei do Tiro de Destruição. As fotos são de Luciano Porto e André Oliveira Duailibi.

.

No dia anterior ao voo, foi preciso fazer o "briefing de cabine", para receber as instruções básicas de segurança.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

Painel de instrumentos dianteiro do Embraer A-27 Tucano.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

O painel traseiro do Embraer A-27 Tucano tem basicamente os mesmos instrumentos do dianteiro.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

Luciano Porto recebendo as instruções para saber utilizar o assento ejetável em caso de emergência.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Encerrado o "briefing de cabine", é hora de aprender a descer de paraquedas.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Nesse treinamento, o tripulante aprende a descer de maneira controlada com o paraquedas.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

Depois das instruções de segurança, é hora de experimentar os trajes de voo.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Sala de equipamentos de voo do Esquadrão Flecha. Cada piloto tem um traje completo.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

Os capacetes precisam ser no tamanho certo, para maior conforto e segurança.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

No dia seguinte, os Tucanos foram abastecidos e preparados para a missão exclusiva com a equipe do SPOTTER.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

O colaborador André Duailibi no cockpit traseiro do A-27 Tucano, pronto para o voo.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

Taxiando para a cabeceira 06 do Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Na cabeceira 06, foram feitas as últimas checagens antes da decolagem.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

O Flecha 1429 decolando da pista 24-06 do Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

As aeronaves decolaram em duplas, com a quinta aeronave decolando sozinha.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Com curva para esquerda, a esquadrilha se reuniu e seguiu para a região sudoeste do Mato Grosso do Sul.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

Durante a primeira parte da missão, foram realizadas diversas formações com quatro aeronaves.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

Numa quinta aeronave, o editor do SPOTTER acompanhava a esquadrilha, sem entrar nas formações.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

Para quem voa na última aeronave, a formação Cobrinha proporciona uma visão maravilhosa.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Na formação Diamante o líder vai na frente, com dois alas e uma quarta aeronave defendendo o setor traseiro.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

A posição de "Photo-Chasse" é a mais complicada e cansativa, pois a aeronave precisa manobrar de um lado para outro, buscando os melhores ângulos.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

Hora de retornar para Campo Grande. As aeronaves começam a fazer a dispersão, com curva para a esquerda.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Com o mesmo intervalo de tempo, uma aeronave segue a outra, como num balé aéreo.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Em 2004 o Esquadrão Flecha operava com 12 aeronaves T-27 e A-27 Tucano.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

No trecho de retorno, foram executadas mais algumas formações, como a "Quatro Dedos".

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

A segunda parte da missão foi a baixa altura, sobrevoando as fazendas da região.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

O Tucano com o editor do SPOTTER entrou na formação para o colaborador André Duailibi fazer suas fotos.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Sobrevoando a região norte de Campo Grande.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Curva para direita, para se aproximar da Base Aérea de Campo Grande pelo setor leste.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Sobrevoando o Parque das Nações Indígenas, um dos cartões postais de Campo Grande.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Passagem baixa sobre a pista 24-06 do Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Após o rasante na BACG, a esquadrilha ganhou altura e seguiu para mais uma passagem sobre Campo Grande.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Os Tucanos contornaram a cidade e seguiram para mais uma passagem sobre a Base Aérea.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Na vertical da BACG, a esquadrilha realiza a dispersão com curva para a direita.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Embraer A-27 Tucano do Esquadrão Flecha.

Foto: André Oliveira Duailibi - aodcrew@hotmail.com

.

Aproximação para pouso na cabeceira 06 do Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

O editor do SPOTTER Luciano Porto e o colaborador André Oliveira Duailibi

Foto: Comunicação Social da BACG

.

RETORNAR